Vania Leal Cintra - minhatrincheira@uol.com.br

  

 

 

 

e aponte a razão – ou o conjunto de razões – que seja capaz de explicar por que um cinegrafista foi atingido e morto por um rojão lançado durante uma pacífica manifestação popular:

 

 

       ( ) porque o cinegrafista era o sujeito errado que estava no lugar errado na hora errada;

 

      ( ) porque o cinegrafista era negro;

 

      ( ) porque a Imprensa está a serviço da classe dominante;

 

      ( ) porque os manifestantes brasileiros são mal treinados e mal equipados;

 

      ( ) porque um rojão “tem razões que a própria razão desconhece”;

 

      ( ) porque o cinegrafista trabalhava em momento de sacrossanta manifestação libertária e foi confundido com elementos da repressão;

 

      ( ) porque “o sonho não acabou”; 

 

      ( ) porque “vandalismo é o cacete! Vandalismo é botar as pessoas quatro horas na fila das barcas todo dia”;    

 

      ( ) porque Mercúrio estava retrógrado e Júpiter exaltado;

 

      ( ) porque o cinegrafista era pobre;

 

      ( ) porque apenas a câmara do cinegrafista era o alvo visado, mas o lançador do rojão é ligeiramente vesgo;

 

      ( ) porque em manifestações coletivas externa-se e expande-se livremente a solidariedade latente de todos e cada um;

 

      ( ) porque uma elite branca de olhos azuis da sociedade brasileira, que é homofóbica e racista, mas é enrustida, não gosta de ser filmada em sua privacidade;

 

      ( ) porque a Polícia Militar, herança nefasta do regime autoritário, sempre provoca confusão nas ruas;

 

      ( ) porque o rojão era destinado a qualquer um, mas nem mesmo o rojão sabia disso;

 

      ( ) porque o indivíduo é soberano e tem o direito inalienável de lançar rojões onde, quando e em quem os quiser lançar;

 

      ( ) porque “há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe a nossa vã filosofia”;

 

      ( ) porque o rojão é um elemento provocador infiltrado por forças reacionárias entre os manifestantes pacíficos;

 

      ( ) porque o cinegrafista estava sem capacete, sem raquete e sem cassetete e não pôde rebater o lance;

 

      ( ) porque “nas noites de frio é melhor nem nascer; nas de calor, se escolhe: é matar ou morrer”; 

 

      ( ) porque quem lançou o rojão imaginou que estava lançando uma cabeça-de-negro;

 

      ( ) porque “estava escrito nas estrelas”;

 

      ( ) porque alguém terá ouvido o cinegrafista dizer algo como “por favor, minha senhora, com licença” – e… reagiu;

 

      ( ) porque a lei só proíbe que rojões sejam lançados em temporadas de festas juninas e de campeonatos de futebol de várzea;

 

      ( ) porque “é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã”;

 

      ( ) porque a sociedade brasileira é “resultante de um processo de colonização que tem como base (…) a guerra de conquista e a escravidão”;

 

      ( ) porque a Polícia Militar, que tinha planos de fazer uma vítima fatal para que mais se legitimasse a manifestação, chegou atrasada;

 

      ( ) porque “o dia amanheceu lá no mar alto da paixão e dava pra ver o tempo ruir”;

 

      ( ) porque ao cair da noite todos os gatos são pardos;

 

      ( ) nenhuma das respostas é correta porque toda a nossa História e as nossas histórias todas podem ser explicadas e entendidas do jeito como cada um bem as queira entender e explicar.

 

  

  

 

 

 

 

 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 

Permitida a reprodução total ou parcial desde que citados autor e fonte.
®2003 - 2018 www.minhatrincheira.com.br / www.minhatrincheira.com.br todos os direitos reservados.